ITA realiza 1º Encontro de Lideranças Femininas com apoio da ITAEx

Compartilhe

O ITA mostrou mais uma vez estar à frente do seu tempo, realizando o 1º Encontro de Liderança Feminina, no dia 30 de agosto. Promovido pelo projeto Mulheres em STEM²D (science, technology, engineering, mathematics, manufactory and design) com o apoio da ITAEx, o evento debateu questões relacionadas à carreira das mulheres, principalmente em áreas com predominância de profissionais homens, como as engenharias, por exemplo.

O reitor do ITA, Prof. Anderson Correia, e o presidente da Fundação Casimiro Montenegro Filho (FCMF), Ricardo Martins (T73), prestigiaram a inciativa.

Estiveram presentes cerca de 160 pessoas, entre alunas de graduação do ITA e de outras universidades, professores e profissionais de mercado, ampliando o debate além das fronteiras do Instituto. As discussões foram em formato de mesa-redonda com a participação especial de mulheres protagonistas, que destacaram a importância da diversidade para o sucesso de uma organização, contexto no qual se insere a maior participação de lideranças femininas.

Entre as convidadas estiveram Lilian Moreira, diretora de qualidade na Johnson & Johnson; Ludmila Gragnani, diretora de TI na Johnson & Johnson; Andressa de Mello (T02), diretora de unidade de negócios na JBS Ambiental; Grace Rodrigues Lima (T03), diretora de desenvolvimento tecnológico da Embraer; e a Mariana Tolovi, vice-presidente da Marketing & Stakeholders Strategies.

Em 2017, o projeto Mulheres em STEM²D já ministrou palestras para mais mil alunos de ensino médio da rede pública e ofereceu oficinas para cerca de 250 meninas do ensino fundamental, reforçando sempre que a área de exatas também são para mulheres.

Para Thaís de Souza Cabral, aluna do ITA, eventos sobre liderança feminina como os organizados pelo projeto, são muito importantes para que pessoas possam conhecer mulheres que se destacam no mercado de trabalho “É inspirador ver como elas superam inúmeras dificuldades e hoje alcançaram muito sucesso em suas carreiras”, diz Thaís.

Sobre o projeto Mulheres em STEM²D

O projeto, criado e financiado pela Johnson & Johnson, seleciona universidades parceiras em todo o mundo e desenvolve ações que incentivam mulheres a desenvolver conhecimento nessas áreas.

O ITA é a única instituição eleita no hemisfério sul e participa da iniciativa com 33 alunas. No Instituto, o projeto atua em duas frentes, uma para o desenvolvimento técnico das alunas de graduação e outra para a participação dessas alunas em palestras, oficinas e feiras de ciências.

Ao todo, participam noves universidades pelo mundo, sendo outras seis nos Estados Unidos, uma na Irlanda e uma no Japão.

Ana Paula Soares, com informações da Divisão de Comunicação Social do ITA

Compartilhe