Perguntas Frequentes

Tire suas dúvidas

O que é a ITAEx?

É uma iniciativa de iteanos voluntários para colaborar financeiramente com projetos da graduação do ITA, a partir da experiência bem sucedida da T-61, sem burocracia.

Como está organizada a ITAEx?

A ITAEx  é composta por um Conselho Diretor com 10 membros de diversas turmas, o Conselho Fiscal, o Conselho Consultivo (formado pelos associados com apoio mais relevante), um presidente,  vice-presidente, diretor  de comunicação, diretor de administração diretor de projetos, diretor de apoio, um secretário executivo (remunerado)  e uma Estrutura Operacional (pontos focais e auditores de turmas).

A operação do dia-a-dia (pagamentos, recebimentos, atualizações de cadastro, contabilidade, etc), apesar de separada, é efetuada dentro da AEITA de modo a aproveitar sinergias e minimizar custos.

Os objetivos da ITAEx não se superpõem aos da AEITA ou da FCMF?

Não, os objetivos e as ações são complementares. A ITAEx tem mais agilidade e liberdade de ação para apoiar projetos de menor envergadura de modo menos burocrático. O foco é totalmente na graduação. A AEITA é voltada para os interesses da comunidade de ex-alunos, enquanto a FCMF é uma fundação de apoio para viabilizar acesso a verbas de órgãos de fomento ou fundos setoriais para projetos de pesquisa (normalmente na pós-graduação) no ITA e em outros institutos do DCTA. A ITAEx está trabalhando em coordenação e harmonia com a AEITA e com a FCMF.

Como posso ter certeza que minha doação à ITAEx será bem aplicada?

A utilização dos recursos obtidos será auditada e os resultados dos projetos apoiados serão amplamente divulgados pela AEITA/ITAEx, além de poderem ser acompanhados presencialmente caso haja interesse. Além disso, as turmas são encorajadas a adotar projetos  e ajudar no gerenciamento deles. Para que isso aconteça é preciso que a turma chegue a um orçamento mínimo para que ela mesma possa gerir um projeto.

O ITA não tem dinheiro para financiar todos os projetos? Afinal estão construindo prédios novos e aumentando as vagas…

A verba para ampliação do ITA é separada do custeio e gerenciada à parte. A graduação só tem o orçamento regular do ITA como fonte de recursos, o que implica em verbas para materiais, equipamentos e pequenos serviços relacionados aos projetos levarem três anos para serem disponibilizadas – isto se aprovados e não cortados na última hora.

Como faço para obter um recibo da minha contribuição?

Solicite pelo email itaex@aeita.com.br.

Posso contribuir através da minha empresa?

Sim, pode. O procedimento é o mesmo, envie a ficha de inscrição com seus dados, e o comprovante da transferência para itaex@aeita.com.br, cc querodoar@itaex.com.br.

Como será a propriedade intelectual de inovações geradas pelos projetos?

Os projetos não tem a inovação como foco, na eventualidade de haver propriedade intelectual envolvida, ela deve seguir as regras vigentes no ITA. O apoio à ITAEx é voluntário e altruísta, não deve haver nenhuma expectativa de ganhos para o apoiador, além da enorme satisfação de ver o bixaral motivado e o ITA evoluindo.

 

Preciso mesmo preencher a ficha de inscrição?

Todas as contribuições são benvindas. Se você quiser fazer a transferência e enviar o comprovante, seremos gratos. Apenas pedimos considerar que, se você não preencher, um dos nossos conselheiros terá que fazê-lo em seu nome, para compor o cadastro de apoiadores – isto naturalmente será um trabalho adicional ao que nós, da ITAEx, já estamos fazendo.

Qual é o valor mínimo de apoio?

Esperamos que cada apoiador contribua de modo generoso, em reconhecimento à importância que o ITA teve na sua formação e carreira profissional. Claro que há colegas em situações difíceis, e que não podem dispor de muito – toda contribuição é benvinda. Sugerimos que, ao invés de pensar no mínimo, pensem no máximo que conseguem contribuir, de acordo com suas possibilidades. Se quiser conversar sobre isto, fale com o ponto focal da sua turma.

Qual o objetivo da ITAEx?

Atuar para que o ITA seja a melhor escola de engenharia do Brasil, e amplamente reconhecida como referência mundial no ensino de engenharia. Valorizar a marca do ITA como sinônimo de qualidade do ensino, e de excelência na formação de profissionais munidos de variadas habilidades e capazes de grandes realizações.

Como funciona a ITAEx?

Há pontos focais em cada turma, responsáveis pela divulgação, estímulo a colaborações e interface com o conselho. Eles recebem treinamento para esta função. As turmas podem ter mais de um ponto focal e um auditor. É um trabalho igualmente voluntário.

O dinheiro arrecadado é alocado em projetos escolhidos mediante critérios de seleção pré-estabelecidos.

Como posso me engajar à ITAEx?

De imediato, você pode ajudar na divulgação e na captação de apoiadores na sua turma. Esta ajuda pode ser informal, ou você pode ser um ponto focal.

Além disto, se achar que tem o perfil para tal, você pode ser o auditor da turma, e receberá informações mais detalhadas.

E mais além disso, você pode tornar-se membro do conselho diretor – o conselho da ITAEx é renovado anualmente no sábado das origens a partir do ranking de contribuição das turmas. As turmas que mais contribuem (em valor e em % de apoiadores) terão preferência a cadeiras no conselho.

As doações são dedutíveis de IR ?

Não. Mas estamos trabalhando para transformar a ITAEx numa OSCIP, o que daria direito a redução da base de cálculo do IR para contribuições de empresas – infelizmente não para pessoas físicas. 

Quais são os critérios para a escolha dos projetos?
  1. Impacto na motivação, aprendizado técnico e de habilidades interpessoais/liderança.
  2. Quantidade de alunos beneficiados
  3. Maturidade do projeto (definição do quê e como será feito)
  4. Alinhamento com prioridades definidas pelos coordenadores dos cursos
  5. Custo do projeto por aluno beneficiado (R$/aluno)
Posso enviar minhas contribuições por cartão de crédito?

Para contribuições do exterior, pode ser feita através do PayPal.
Veja http://itaex.com.br/formulario-de-inscricao-2/

Para contribuições do Brasil damos preferência a transferências ou depósitos para evitar as altas tarifas cobradas. Mas se ainda assim o desejar, pode ser feito também pelo PayPal.

Entre em contato pelo itaex@aeita.com.br ou (12) 3941 4002 para orientação.

Posso propor um projeto?

Os projetos precisam ter foco no benefício aos alunos da graduação, e o único caminho de proposição é pelos próprios alunos ou pelos professores. Se você acha que sua ideia pode servir bem ao nosso propósito, o caminho é apresentá-la a um professor/aluno que possa se motivar a levá-la adiante.

Por que o processo de inscrição de apoiadores é tão burocrático, solicitando tantas informações na ficha? Será simplificado?

A ITAEx se propõe a ser uma iniciativa perene. Para isto, damos ênfase a buscar apoio continuado, periódico. Neste contexto, ter informações de contato e preferências dos apoiadores é importante para identificar valores transferidos e dar feedback para que sintam que suas contribuições são bem aplicadas, geram impacto. E, na medida do possível, associar projetos específicos a patrocínios de turmas com alta adesão.

Entretanto vários colegas manifestaram opiniões e sugestões de que simplifiquemos o processo. Entendemos que precisamos melhorar o que fizemos, e também criar outro canal mais simples. Pedimos paciência pois temos muito a fazer e recursos limitados.

Não consigo me comprometer com apoio periódico – posso apoiar mesmo assim?

Sim, pode e deve. Preencha a ficha de inscrição de apoiador (sem marcar a periodicidade), e envie junto com seu comprovante de transferência para itaex@aeita.com.br, ccquerodoar@itaex.com.br.

O que significa “apoiador master”?

A experiência está mostrando que a adesão em larga escala dos colegas é difícil e lenta. Das 39 turmas com apoiadores até agora, a adesão média é de apenas 7% do total. Confiamos que, com a continuidade e divulgação do trabalho e dos impactos, isto crescerá muito – 42% é o benchmark da T61.

Porém a demanda de recursos para financiar projetos  cresce a cada semestre – fruto do impacto positivo gerado – e para viabilizar este alto valor com poucos apoiadores, a solução é contar com contribuições expressivas daqueles colegas que alcançaram muito sucesso com suas empresas ou em posições de liderança em grandes corporações.

Estes colegas têm sido convidados a serem apoiadores master, contribuindo com cotas anuais de valor significativo, e também a compor o Conselho Consultivo, órgão de apoio ao Conselho Diretor e à Diretoria.

Estas contribuições serão para formar um fundo de “endowment”?

Não, as contribuições serão usadas para custear projetos propostos por professores e alunos no ciclo semestral de chamada de projetos.

O endowment, que é um fundo perene de onde se pode retirar somente os rendimentos reais acima da inflação, é uma ideia atraente, muito comum nas universidades nos EUA, mas existente no Brasil apenas recentemente na Poli.

Vemos o endowment como algo a ser buscado no futuro. Ele precisaria ser formado por valores muito altos, na casa de dezenas de milhões de reais, o que só imaginamos ser possível quando tivermos operando com certificação OSCIP, onde apoiadores possam ter benefícios fiscais, e também a partir de captação de grandes fundações internacionais que destinem verbas para educação superior.